quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Divulgando a 1ª MISSA COM TODOS OS RECURSOS DE ACESSIBILIDADE

Nota do blog - Este blog tem um compromisso com a acessibilidade e compreende que independente de credo ou religião, este é um bom exemplo a ser seguido e continuado. A Missa será realizada no Rio de Janeiro.

Enviado por Deborah Prates:

1ª MISSA COM TODOS OS RECURSOS DE ACESSIBILIDADE


Há católicos que não frequentam a nossa Igreja por simples razões a saber: Os cadeirantes informam que as suas cadeiras de rodas não passam pelos espaços garantidos à circulação. Os cegos reclamam que não conseguem ter o global entendimento dos fatos que acontecem na Missa. Os Surdos e cegos/surdos também não têm como participar prazerosamente dos encontros nas Igrejas em geral. Até para os idosos têm reclamações quanto a mobilidade, audição e visão nas cerimônias. Hão, outrossim que igualmente ser computados como excluídos das cerimônias as pessoas com deficiência intelectual, idosos e disléxicos.

Diante dessa breve explanação e por serem os católicos 57% (censo demográfico 2000) da população é que cumprirá ao nosso admirado e estimado "D. ORANI" celebrar a PRIMEIRA SANTA MISSA TOTALMENTE ACESSÍVEL NA nossa "CATEDRAL". Sem titubeios foi que "D. ORANI" disse SIM ao ouvir a solicitação e marcou a cerimônia para o DIA 23/SETEMBRO/2011, ÀS 10:00H., NA "CATEDRAL".

De forma concisa, a AUDIODESCRIÇÃO é a TRANSFORMAÇÃO DAS IMAGENS EM PALAVRAS. Com esse importante recurso de acessibilidade o cego pode, verdadeiramente, sentir-se INCLUÍDO no contexto dos acontecimentos ao mesmo tempo que as pessoas SEM deficiência visual. Vale frisar que a audiodescrição amplia também o entendimento de pessoas com deficiência intelectual, idosos e disléxicos.

A presença de intérpretes de LIBRAS também se faz obrigatório com os demais recursos, a fim de que as pessoas surdas também usufruam igual direito as INFORMAÇÕES em condições de IGUALDADE com todos os demais.

Algumas providências bem mais simples hão que ser tomadas, de modo a beneficiar o trânsito/acesso/circulação das pessoas com mobilidade reduzida, tais como os cadeirantes, usuários de bengalas, de muletas e outros meios de locomoção. Para tanto hão que ser redimensionados os espaçamentos entre os bancos, bem como deverão ser observadas se as rampas de acesso permitem a esse seguimento uma afluência confortável, sem constrangimentos/impedimentos. Por mais esse contexto é que foi escolhida a "CATEDRAL", vez ser uma Igreja de construção moderna, o que facilita o conforto nesses aspectos.

Algumas Instituições estão apoiando a iniciativa, pelo que a sua participação será imprescindível na inteiração da semana da conscientização da sociedade na "LUTA DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA". Pedimos a divulgação dessa iniciativa de amor e solidariedade. Convide o seu vizinho, amigo, colega de trabalho, ...

DEBORAH PRATES (delegada da CDPD/OAB/RJ)

Conheça mais Deborah Prates, leia Blog Deborah Prates.  

2 comentários:

Bergilde disse...

Ótima iniciativa e divulgação!

Rosa da Rosa disse...

Obrigada Bergilde!